quarta-feira, 16 de abril de 2014

A traição de Judas





Traição! Mistério da liberdade e da culpabilidade humanas. O homem foi salvo para ser livre. Mas nem todos os homens sabem lidar com a própria liberdade. Muitos ainda não entendem que “A verdadeira liberdade é um ato puramente interior, como a verdadeira solidão: devemos aprender a sentir-nos livres até num cárcere, e a estar sozinhos até no meio da multidão” (Massimo Bontempelli). “A prisão não são as grades, e a liberdade não é a rua; existem homens presos na rua e livres na prisão. É uma questão de consciência”, dizia Mahatma Gandhi.

Todos os evangelistas sublinham que Judas Iscariotes sempre vai atrás de dinheiro. Esta é a explicação do por quê da traição de Judas. Lembremo-nos que quando escolhermos alguém por causa de seu dinheiro, acabaremos nos tornando uma mercadoria. O alerta de Voltaire vale para todos ao escrever: ”Quando se trata de dinheiro, todos tem a mesma religião”. Muitas das brigas dentro das famílias e fora delas, dentro da Igreja e fora dela, dentro da política e fora dela estão em torno do deus- dinheiro. Em nome do dinheiro Judas vendeu seu Mestre, Jesus.

Como no dia anterior, o evangelho fala novamente da traição de Judas, 
mas desta vez na versão do evangelho de Mateus. Os detalhes precisos são diferentes, porém o sentido é o mesmo. 
Precisamente quando Jesus quercelebrar a Páscoa de despedida dos seus, como sinal entranhável de amizade e comunhão, um dos discípulos vai trair Jesus Cristo com 
apenas trinta moedas de prata, o preço de um escravo segundo Ex 21,32.

“Quem vai me trair é aquele que comigo põe a mão no prato”, disse Jesus aos 
discípulos.“Por a mão nomesmo prato” durante a refeição, para um hebreu,é um gesto de 
comunhão, um gesto simbólico de amizade. Pode-se dizer que, da parte de Jesus há oferecimento de uma amizade para Judas. Jesus também fez refeição com os 
pecadores para oferecer-lhes seu amor. 

A Eucaristia é uma refeição na qual Jesus nos oferece a comunhão com Ele: “Quem come minha carne e bebe meu sangue, permanece em mim e eu nele”. 
Cada Eucaristia é um gesto de amor de Jesus para os pecadores que somos nós 
quando não recusamos seu amor.

Judas se condena ao recusar a tentativa de Jesus de ser seu amigo. 
Judas prefere dinheiro ao oferecimento de amor e de salvação. Ele vendeu o Mestre por trinta moedas de prata.

A traição de Judas é sempre impressionante por ter lugar precisamente no círculo 
mais intimo e próximo do Senhor. É exemplo arrepiante que nos revela a profundidade do coração humano, capaz de sentimento mais nobre como o amor, a amizade, o sacrifício pelo bem dos outros, a solidariedade etc., mas também é
capaz do mais vil: o ódio, a traição, a maldade e assim por diante. 
Tudo isto é fruto da liberdade do homem que Deus respeita totalmente, 
Mas o próprio homem é que carrega as consequências, pois Deus nunca 
faz mal para o homem.

Quando o homem emenda o plano de Deus, quando crê que sabe de tudo mais do que o próprio Deus, quando decide em nome de Deus, o homem cai em pecado. É igual àquele que não viveu nem sofreu a conversão: será muito difícil poder dar frutos bons. O demônio “nunca quer” coisas más e sim “coisas boas”, porém pelo caminho inadequado. O pecado procura conseguir coisas boas pelo caminho equivocado: por exemplo, pelo roubo ou furto. Matamos Jesus Cristo toda vez que o trairmos, atuando por nossa conta e risco, solidarizando-nos com o pecado.

O caso de Judas deve nos fazer refletir, porque no fundo de nosso coração 
mora um possível santo ou um possível traidor ou criminoso. Há amigos incondicionais de Cristo e há também falsos amigos, sem contar, obviamente, os inimigos declarados.

A traição jamais estará ausente do cristianismo. Somos seres humanos. 
Mas a comunidade cristã deve cuidar que os ensinamentos de Jesus sejam claros e explícitos para todos os seus participantes. Assim não haverá surpresas. O fato de ser cristãos pela tradição (ou pela herança de nossos pais) e não pela luta, trará sempre o risco de não nos identificarmos com as exigências do Reino. Se começarem a aparecer os interesses pessoais ou os de grupo, necessariamente aparecerá a traição. Um cristianismo sem clareza e sem o processo de assimilação 
com os ensinamentos de Cristo, será um campo fértil para a traições, desilusões e amarguras. Na medida em que qualquer cristão deixar de estar de acordo com os ensinamentos ou com o projeto de Jesus, ele trairá Jesus, seu Salvador. Ainda que possamos justificar nossas traições, nossa alma ficará sempre ferida.

Portanto,precisamos sempre estar vigilantes para que o traidor dos valores não faça 
sua moradia em nosso coração. Sem vigilância e oração seremos novos Judas 
na convivência com os demais e venderemos a dignidade dos outros por 
interesses baratos. Como verdadeiros cristãos, devemos respeitar sempre 
a dignidade dos outros, pois eles também são Templos de Deus 
e por isso, são sagrados.

Ao vender seu Mestre, Jesus, com algumas moedas de prata, Judas se vendeu. Uma traição fatal acaba fatalizando a vida de quem a comete, como aconteceu com Judas Iscariotes. Judas “atirando as moedas no Templo, retirou-se e foi enforcar-se” (Mt 27,5).

Fonte: Carmelo do Sagrado Coração de Jesus e Madre Teresa

Feliz Páscoa!

Lindas lembrancinhas para dar nesta Páscoa!





Fonte: Internet

terça-feira, 15 de abril de 2014

Adoração a Jesus

Próxima quinta-feira em todas as paróquias do mundo, católicos irão adorar Jesus Eucarístico. Na nossa paróquia terá um momento especial com as crianças. Será às 19:30 na Matriz Senhora do Livramento. Dentro da nossa Igreja, que após 6 meses de reforma, ela estará linda e nos esperando para este momento com Jesus.



Modelo retirando do site www.pequenogigante.blogspot.com


domingo, 13 de abril de 2014

Semana Santa


Catequista que se prese, não viaja, não passeia, não festeja, não tira folga... Dê exemplo e testemunho de fé! Participe ativamente na sua paróquia. Você é católico!! Então mostre que o é!

Luciana Dias

sábado, 5 de abril de 2014

Missa de Sétimo Dia



A mãe de um grande amigo meu, faleceu há 7 dias. Hoje foi a Missa de Sétimo dia. Mas nós, católicos, ou para aqueles que se dizem católicos, sabemos o porque desta tradição?

A FUNDAMENTAÇÃO BÍBLICA:

1- "Santo e salutar pensamento este de orar pelos mortos. Eis porque ofereceu um sacrifício expiatório pelos defuntos, para que fossem livres dos seus pecados" (II Macab. 12, 41-46).

(Entendi agora o porque dos protestantes não rezarem pelos mortos. Lutero - Pai dos protestantes - tirou este livro da Bíblia! rs rs rs)

2- A narração do livro do Gênesis (2, 2), mostra que Deus levou sete dias para criar o mundo e, quanto terminou, vendo que era bom, perfeito, descansou. Portanto, no paralelismo desta passagem com a missa do sétimo dia, simboliza que aquela pessoa, após cumprir sua missão nesta terra, poderá agora também descansar.

3- Quanto aos relatos bíblicos sobre os rituais da morte, o livro do Gênesis descreve que quando morreu Jacó, um dos patriarcas do Antigo Testamento, “fizeram um funeral grandioso e solene e José guardou por seu pai um luto por sete dias” (Gn, 50, 10).

4- O primeiro livro de Samuel afirma que, por ocasião da morte do rei Saul, seus comparsas guerreiros, numa cerimônia fúnebre, queimaram seu corpo e depois enterraram os ossos debaixo de uma árvore, fazendo um jejum de sete dias (1 Sm, 31, 13).

5- Outras duas passagens bíblicas que refere a morte e seus sete dias posteriores estão nos livros de Judite e Eclesiástico. O primeiro afirma que, quando morreu Judite, a heroína do povo hebreu, os israelitas fizeram luto por sete dias (Jd 16, 24) e o livro do Eclesiástico afirma que “o luto pelo morto duram sete dias” (Eclo, 22, 11).

Dessa maneira, ganha respaldo bíblico a crença de que é necessário ficar de luto durante sete dias para eliminar as interferências da morte na vida dos familiares e, com isso, diluir a dor. A devoção católica convencionou encerrar esse ciclo com a referida cerimônia, chamada de missa do sétimo dia.

Luciana Dias

quinta-feira, 3 de abril de 2014

Missa das Crianças!!!!


Acolhida  - Boa noite, Queridas children. Boa noite a Todos Aqui presentes. Sejam Todos Muito bem vindos a ESTA celebração. 

Hoje, de UMA forma especial, o Evangelho VEM nn mostrar o Quanto de Humano Jesus era. Jesus Fala, prega Jesus, Jesus Realiza Grandes Obras e Jesus chora, chora o Porque Sente uma dor na Carne da Perda de alguem Que elementos amava Muito, Muito. 
Deixa-me explicar ISSO Direito.

Opaco E Jesus era amigo de Marta Muito, Maria e Lázaro Que da Irmãos ERAM TODOS. 

Um dia, Lázaro ficou Muito Doente e SUAS Irmãs mandaram Chamar a Jesus. Só that when Jesus Chegou à casa de Lázaro, elemento JÁ estava Morto HÁ Quatro Dias. 

entao, Marta, Disse um Jesus Que da si elementos estivesse pingos ali, Seu Irmão Localidade: Não térios morrido. E Sabem o that was that Jesus respondeu a ELA era Ele. Que a Ressurreição e Opaco Todos acreditavam Nele, jamais morreriam - perguntou se ELA ASSIM also that acreditava era Ele. o Senhor da Vida e da Morte. 

Ela Disse Que sim, Que era Ele. o Filho amado de Deus e Que Tudo pódios. 

Nesse momento, children, Jesus was Ate O túmulo de Lázaro. Chegando Lá elemento Teve hum Gesto Muito Humano, vendo Que Seu amigo estava Morto, Ele. Chorou AO VE-lo. (JA ATÉ fedia, né). 

Momento Naquele, SEUS Jesus elevou Olhos AO Céu e pediu AO Pai Que LHE concedesse o Pedido, Que elemento pudesse dar Vida Novamente a Lázaro, Seu grande amigo. 

children entao, elemento Mandou Opaco uma pedra Fosse Tirada e gritou parágrafo Lázaro. 

___Oh, Lázaro, Meu Amigo. Venha, levante-se e ande. 

VOCES PODEM ATÉ Localidade: Não Acreditar, children. Mas FOI ISSO MESMO Que Aconteceu. Lázaro that estava Morto, atraves do Grande amor de Jesus, ressuscitou, levantou TODO Atado e Andou.

E FOI AQUELA festa parágrafo Opaco Todos pudessem CRER Que Deus E o dono da Vida e da Morte e Opaco atraves de Jesus, Todos NÓS also hum dia ressuscitaremos parágrafo a Vida eterna. . Amém

De Pe, com uma alegria que Cristão, Vamos cantar saudando a Jesus de Todos NOS.

Ato penitencial -
 Falando los mortes e Ressurreição ... É bom lembrarmos Nesta quaresma Opaco JÁ ESTA Quase terminando como CONDIÇÔES precisamos los Que da also parágrafo ressuscitar, OU SEJA, dar Vida Nova AO Opaco E Velho. 

Quantas Coisas erradas TEMOS Vivido, hein, children? Erros Opaco nn deixam Mortos não vivos de amor e Bem Para O Pecado ...

Muitas Vezes ESTAMOS vivos Demais Para o egoísmo, parágrafo o Orgulho e mortinhos parágrafo a Bondade, parágrafo A Partilha. 

Quantas Localidade: Não São como Vezes, Opaco nn Sentimos atados, Amarrados Demais pra ajudar AO Irmão, OU A Nossa Mãe los SUAS tarefas, UO vir à missa e, vivos ESTAMOS BEM par ir à lagoa, pra Bater UMA bolinha, pra Diversão, parágrafo FALAR Horas a fio sem celular. Ficar POR UM dia na Frente fazer computador ...

E muitas also São como Vezes Que caminhamos Como zumbis pelas Ruas, nos esquecendo dos caídos, dos Necessitados e dos Sofridos, mas jamais esquecendo nn e nsa mantendo BEM vivos parágrafo UMA boa briga, UMA Tremenda intriga e UMAs Boas mentiras, prejudicando OS OUTROS.

Deixamos muitas Vezes de proferir Palavras de amor pra gritarmos Palavras de dor, de Violência, de Desordem e Ódio. 

Localidade: Não N º s importando com OS OUTROS Vamos Matando OS bons Sentimentos e Revivendo Sentimentos de morte nn Pecados Que da cometemos, o Porque o Salário do Pecado E este, a morte. 

____ Ah, Senhor, Hoje Localidade: Não Queremos provocar morte los Ninguem, Queremos Ser Veículos de Vida Como o Senhor FOI parágrafo Lázaro e Queremos Que Nos Perdoe de nossos Pecados nn Fazendo reviver Para a Vida eterna. Por ISSO, NOS te pedimos Perdão, cantando.

Leitura  - Este É O Momento da Nossa Leitura. E Deus trazendo a luz da Vida a Todos NOS.

Hoje elemento n º s Da O Seu Espírito, Opaco nn conduz A Nossa História e nn Ilumina Pelos Caminhos da Vida. Ouçamos Atentamente essas bonitas Palavras fazer pai.

Leitura da Profecia de Ezequiel. 
12 ASSIM Fala o Senhor Deus: 
"Ó Meu Povo, Vou abrir como vossas Sepulturas 
E conduzir-vos a par terra de Israel; 
13e when eu abrir como vossas Sepulturas 
E . vos Fizer Sair delas, sabereis Que eu sou o Senhor
14 Porei los VOS O Meu Espírito, 
Pará Opaco vivais e vos colocarei los Vossa terra. 
entao sabereis Que eu, o Senhor, digo e faço 
- oráculo do Senhor. " 
- Palavra fazer Senhor.
T. Graças a Deus.

Aclamação - Agora, children, o padre IRA CONTAR COM detalhes A História Que da S Proprio Jesus vivenciou ao Lado de SEUS amigos. A Ressurreição de Lázaro Acende AINDA Mais Nossa Fé los Acreditar na Vida Nova, mas as antes de Ouvi-la, Vamos Ficar Todos de Pe e cantar com Muita alegria.


Preces

1. Ó pai, cumulai a Vossa Igreja da Fé MESMA Opaco levou Santa Marta a Acreditar sem Poder de Jesus ea professar SUA Fé.
T: Atendei, Senhor, Nosso clamor. 

2. Ajudai a CADA UM de Nós a CRER na Ressurreição ea compreender SUA Dimensão pascal não dia a dia, atraves da ESCOLHA pela Vida Como nn Pede a Campanha da Fraternidade. 

3 - LEMBRE o Pai de nossas children e lança sobre ELAS uma SUA benção, Opaco ELAS conheçam um SUA luz e de sempre hino POR ELA, superando dificuldades encontradas como, na Certeza de Que o Senhor caminha com CADA UMA delas NÓS te pedimos. 

4 - Pedimos Senhor Por Todos Aqui presentes nessa celebração Opaco trouxeram SUA Fé parágrafo comungar Junto EAo Irmãos , Que ELA aumente e fortaleça na Busca da Perfeição Diaria nn Ensinando a Seguir Seus Passos de amor e Ressurreição, nos te pedimos 

Ofertório  - entao sabemos Que o grande Presente de Deus para Todos NÓS E a Vida eterna. Hoje Jesus Veio nn PROVAR ISSO. 

E nós nós Sentimos Felizes, POIs Somos Premiados com a Vida e Vida em Abundancia UMA, Que jamais se Acaba, Pelo contrario melhora um momento CADA los Opaco ESTAMOS Mais proximos de Deus.

Vamos oferecer AO Pai um Chama da Vida eterna los Opaco acreditamos ... o fogo da Vida Que jamais cessa los nos.

Vamos oferecer o sal da Vida, o tempero de nossos Dias, Dosagem de Tudo Que da PODEMOS dar Vida Nova, novo sabor. 

Vamos oferecer o Açúcar , REPRESENTANDO uma doçura com Opaco devemos encarar de Todos os Fatos. MESMO Vivendo de Perdas é Preciso Ser doce parágrafo encontrarmos Energia parágrafo continuarmos Vivendo. 

Vamos ofertar, Água, Opaco nn Limpa do Pecado e nn Ajuda a sermos Mais limpos also parágrafo a Vida. Ela Opaco E uma ponte Opaco nn liga a Deus from o inicio, from o Batismo. 

Vamos oferecer uma terra Opaco nn fortalece, Opaco nn debruçamos AO Morrer, Opaco dela VEM o Sustento de nossas VIDAS e Opaco uma ELA entregamos Nosso Corpo, mas cheios de Confiança Que Nossa alma Retorna como SUAS Mãos, Senhor.

Vamos oferecer A Nossa Vida, Perfeita UO imperfeita, Feita de risos e choros, de Perdas e ganhos, de amor e de Pecado, mas com Muita Vontade de acertar, de encontrar o Caminho . Certo 
Junto ao pão e vinho AO, Senhor, seremos uma Oferta da Vida Nova Que da Queremos buscar um diâmetro Cada. 

Todos em Vamos cantar com Muita Alegria, O Canto do ofertório. 

Fonte: Catequizar




domingo, 30 de março de 2014

Coelhinho da Páscoa ou Cordeiro da Páscoa?

UM POUCO DE CATEQUESE!!!

Não tem nada a ver com ovos nem coelhos (os dois já são um paradoxo rs).
A origem da PÁSCOA remonta os tempos do Velho Testamento, por ocasião do êxodo do povo de Israel da terra do Egito. A Bíblia relata o acontecimento no capítulo 12 do livro do Êxodo.
Faraó,o rei do Egito, não queria deixar o povo de Israel sair, então muitas pragas vieram sobre ele e seu povo.
A décima praga porém, foi fatal: a matança dos primogênitos - o filho mais velho seria morto.
Bom resumindo,a Páscoa era celebrada pelas famílias em agradecimento à Deus pelo livramento obtido (Êxodo 12).
Então, Jesus, como bom Judeu que era, celebrava a Páscoa como era de costume.
A Páscoa também celebra a ressurreição de Jesus Cristo.Depois de morrer na cruz, seu corpo foi colocado em um sepulcro, onde ali permaneceu, até sua ressurreição.

O símbolo mais antigo da Páscoa é o cordeiro. Simbolizava a aliança feita entre Deus e o povo judeu.




E os ovos e o coelho, de onde vêm?

OVOS - Em muitas culturas, o ovo trazia a ideia de começo de vida. Alguns povos costumavam presentear os amigos com ovos, desejando-lhes boa sorte. Os chineses já costumavam distribuí-los coloridos entre amigos, na primavera, como referência à renovação da vida. Para deixá-los coloridos, cozinhavam-nos com beterrabas ou pintavam-os a mão,mas os ovos não eram para serem comidos. Eram apenas um presente que simbolizava o início da vida.

COELHO - Por sua grande fecundidade, o coelho tornou-se o símbolo mais popular da Páscoa.

Mas podem perguntar: É errado ensinar as crianças sobre coelhos e ovos? Diria que não, mas seria pecado da omissão não ensinar o correto! Jesus morreu por nós! É a verdadeira páscoa!

Nesta Páscoa, além de comer os ovos de chocolate, não deixe de se alimentar de Cristo Jesus. Ele disse de si mesmo: “Aqui está o pão que desce do céu, para que não pereça quem dele comer” (João 6.50).


Luciana Dias